quarta-feira, 7 de abril de 2010

Dia Mundial da Água - 22 de março


Desde 1992, a ONU vem divulgando o documento redigido em 22 de março de 1992 da Declaração Universal dos Direitos da Água. O texto diz o seguinte:
1 - A água faz parte do patrimônio do planeta. Cada continente, cada povo, cada noção, cada região, cada cidade, cada cidadão, é plenamente responsável aos olhos de todos.
2 - A água é a seiva de nosso planeta. Ela é condição essencial de vida de todo vegetal, animal ou ser humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura.
3 - Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimônia.
4 - O equilíbrio e o futuro de nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.
5 - A água não é somente herança de nossos predecessores, ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como a obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.
6 - A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.
7- A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com Consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis.
8 - A utilização da água implica em respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.
9 - A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.
10 - O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.-
Fazer uma leitura do texto e abrir para o debate. Levar o globo para a utrma explorar.
Dividir a turma em grupos e distribuir dois enfoques da Declaração para cada grupo.-
Propor que cada grupo crie um painel utilizando desenhos e palavras para ilustrar os enfoques recebidos.- Finalizar propondo que cada um comente sobre o que sentiu de mais significativo ao desenvolver a atividade.

video

Rios Sagrados para as religiões

Rio Jordão é considerado de grande importância para Israel devido a escassez de água ali presente, e pelo que ele representa ao aspecto simbólico e religioso.O Jordão é mencionado em inúmeras citações da Bíblia Sagrada, acima de 170 vezes no Antigo Testamento, desde a antiguidade. Das suas nascentes até desembocar no Mar Morto, o Rio Jordão oercorre uma extensão aproximada de 320 quilômetros num trajeto ingreme e sinuoso, ora mais largo, ora mais estreito, ora em corredeiras, ora com suas águas deslizando tranquilamente.
"A ocorrência de maior relevância para os cristãos no rio Jordão, foi o batismo de Jesus".
(Mt 2,13-17:Mc 1,9-1: Lc 3, 21-22: Jo1, 29-34).
Água purifica, o corpo e a alma. Renova nossa fé.
O SIGNIFICADO DO BATISMO NAS ÁGUAS

A – O Batismo é símbolo de morte – Romanos 6:3,4
B – O Batismo é revestimento de Cristo – Gálatas 3:27
C – O Batismo é ressurreição com Cristo – Colossenses 2:12,13
TIPOS DE BATISMO
ASPERSÃO
(borrifamento) É a pratica de chuviscar água em gotas sobre a pessoa usado na Igreja Católica
AFUSÃO ( derramamento) É a pratica de jogar água sobre a pessoa usado na Igreja Tradicional
IMERSÃO ( mergulhamento ) É a pratica de afundar na água a pessoa usado na Igreja Evangélica.

Rio Ganges
Suas águas se deslocam rumo ao leste através da planície Gangética do norte da Índia, até o Bangladesh. Com 2.510 quilômetros de extensão, nasce no Himalaia ocidental, no estado indiano de Uttarakhand, e deságua no delta do rio Sunderbans, na baía de Bengala. Desde muito tempo é considerado um rio sagrado para os hindus, que o veneram na forma da deusa Ganga. Banhar-se nas águas do Ganges, purifica, cura. Ele possui um grande valor histórico: diversas capitais de províncias ou impérios, como Patliputra, Kannauj, Kara, Allahabad, Murshidabad e Calcutá, localizam-se em suas margens. O Ganges e seus afluentes formam uma bacia hidrográfica fértil com cerca de um milhão de quilômetros quadrados, nos quais vive uma das mais altas densidades populacionais de seres humanos em todo o planeta. A profundeza média do rio é de 16 metros, e a máxima é de 30.

Oração da Água
Bendito sejais, ó Deus Criador, pela água, criatura vossa,
fonte de vida para a Terra e os seres que a povoam.
Bendito sejais, ó Pai Providente, pelos rios e mares imensos,
pela bênção das chuvas, pelas fontes refrescantes
e pelas águas secretas do seio da terra.
Bendito sejais, ó Deus Salvador, pela água feita vinho em Caná,
pela bacia do lava-pés e pela fonte regeneradora do Batismo.
Perdoai-nos, Senhor Misericordioso, pela contaminação das águas,
pelo desperdício e pelo egoísmo
que privam os irmãos desse bem tão necessário à vida.
Dai-nos, ó Espírito de Deus, um coração fraterno e solidário,
para usarmos a água com sabedoria e prudência
e para não deixar que ela falte a nenhuma de vossas criaturas.
Ó Cristo, Vós que também tivestes sede,
ensinai-nos a dar de beber a quem tem sede.
E concedei-nos com fartura a água viva
que brota de Vosso coração
e jorra para a vida eterna.
AMÉM.
Portal São Francisco

Dia 22 de abril- Dia do Planeta Terra

O Dia do Planeta Terra foi criado em 1970 nos Estados Unidos, pelo Senador norte-americano Gaylord Nelson. Festejado em 22 de abril, foi o primeiro protesto nacional contra a poluição e ganhou países adeptos ao movimento, a partir de 1990.
Como fica a saúde emocional, física e mental do nosso planeta? Apesar dos prognósticos pessimistas, mas reais, ainda existem pessoas e entidades interessadas em manter o equilíbrio do planeta. Elas fazem parte de uma minoria consciente, formada por idealistas que querem fazer uma diferença no mundo. As crianças fazem parte desse grupo, junto com jovens cheio de sonhos e adultos. Ongs, instituições, empresas, iniciativas públicas e escolas estão a cada dia mais se mobilizando, unindo pessoas em prol de um único objetivo maior: salvar o Planeta Terra.

Antigamente, achavam que nosso planeta era o centro do Sistema Solar, com o Sol e os planetas girando à sua volta. Engano! Muita gente morreu tentando provar o contrário: que é a Terra que gira ao redor do Sol.

Os homens, pequenos diante da imensidão do continente, deram-lhe o nome de Terra. Não parece outro engano? Só depois é que souberam que, na verdade, o continente que é pequeno diante de tanta água. Dos 510 milhões de quilômetros quadrados de superfície, cerca de 71% correspondem aos mares e apenas 29% são continente.

    - No seu movimento de translação, a Terra leva 365 dias e 6 horas para dar a volta ao redor do Sol. Este período corresponde a um ano do nosso calendário. E o que fazer com essas seis horas sobrando? Inventou-se o ano bissexto: a cada quatro anos, somam-se 24 horas (seis de cada ano) e assim viram um dia, o dia 29 de fevereiro.

    - A órbita da Terra ao redor do Sol dista uma média de 150 milhões de quilômetros. A velocidade do nosso planeta ao realizar esta volta é de cerca de 100 mil km/h.

    - O diâmetro equatorial é de mais de 12 mil quilômetros. Nos pólos é bem menor: menos de 42 km.

    - Volume da Terra: 1.100 bilhões de quilômetros cúbicos
    Massa da Terra: 5, 976 x 1021 toneladas
    Densidade: 5,52

    - O ponto mais próximo da Terra em relação ao Sol chama-se periélio e ocorre no início de janeiro. O afélio é o afastamento máximo e ocorre em julho.

    - A rotação da Terra sobre si mesma dura 24 horas, gerando assim a sucessão de dias e noites, de acordo com a face que está voltada para o Sol. Esta rotação pode chegar a 1.700 km/h, na altura da Linha do Equador.

    - As estações são definidas pelas diferentes alturas do Sol no firmamento, já que a órbita da Terra é elíptica e faz uma inclinação de mais de 23 graus. Já a duração do dia e da noite tem a ver com a latitude: no extremo norte, as noites podem durar até seis meses, quando é inverno; no Pólo Sul, ao contrário, durante o verão é sempre dia.

    - A Terra se divide em três partes: atmosfera (gasosa, que vai do nível do solo até 3 mil quilômetros de altura e possui várias subdivisões); hidrosfera (as áreas oceânicas); e litosfera (terra firme). O ponto mais alto da litosfera é o monte Everest, no Nepal, com 8.880 metros; o ponto mais profundo da hidrosfera é a fossa da ilha de Mindanau, no Pacífico, 11.520 metros abaixo do nível do mar.

    A capacidade do homem de modificar a natureza fez com que a Terra, hoje, se tornasse muito diferente do que seria sem a presença da nossa civilização. A cultura, exclusiva dos humanos, marca a ruptura com os outros animais e muda o sentido das necessidades básicas dos seres vivos: alimentação, reprodução, proteção do frio e da chuva, por exemplo, são hoje adaptados à cultura de acordo com os diferentes locais e épocas onde vive o ser humano.

    As alterações que o homem faz à cultura e à natureza, embora busquem melhorar a vida no planeta, muitas vezes lhe são prejudiciais. A destruição das florestas, a poluição do ar e das águas, o problema do lixo e do esgotamento sanitário lançados nos rios, a caça predatória são exemplos de ameaças ao equilíbrio da Terra.

      Não importa se moramos na cidade ou no campo, sem natureza não há ser humano. Respiramos o oxigênio que vem das plantas, usamos o solo para plantar, bebemos água, comemos plantas e animais. Então, que tal repensar o seu dia-a-dia para ver até onde o seu modo de vida não está agredindo a natureza? Em casa, na escola, no trabalho e na rua há sempre algo que você pode fazer para ajudar a proteger o nosso planeta. Os esforços que cada um de nós faz, por menores que possam parecer, contribuem para a defesa da natureza no mundo.

      Pequenos cuidados domésticos ajudam a preservar o meio ambiente

      A preservação do meio ambiente pode começar em casa, com alguns cuidados simples. Na hora de ir às compras, por exemplo, prefira os produtos de limpeza biodegradáveis ou de embalagens retornáveis. Assim, você contribui com a diminuição do acúmulo de resíduos tóxicos nos rios e mares e, principalmente, evita atirar fora um material como o plástico, que demora centenas de anos para se decompor. Além disso, leve seus próprios sacos para carregar as compras, pois você estará levando menos plástico para casa.

      Para a limpeza limite o uso do detergente. Uma solução de vinagre ou limão diluídos em água serve para limpar vidros e tirar gordura. No forno, basta uma mistura de água quente com bicarbonato de sódio, que deve ser passada com um pano fino. Em lugar da naftalina, que afeta o fígado e os rins, utilize sachês com flores de lavanda.

      Já o desodorizante de ambiente pode ser substituído por uma solução de ervas com vinagre ou sumo de limão. Além de gastar menos dinheiro, você estará evitando produtos responsáveis pelo aumento de doenças respiratórias e alergias.Fonte IBGE teen



Nenhum comentário:

Postar um comentário